"É a vida, mais que a morte, a que não tem limites."

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

PARATY

E então, nós fomos.
Eu, ela e meu pai.
Levei minha menina para conhecer a cidade que mais me encanta. Paraty. Gosto tanto, que tenho ciúmes do sucesso ("hype" - detesto essa palavra) que a cidade anda fazendo....Escolhi um final de semana espremido entre um Festival e um feriado, mas ainda assim, a cidade estava cheia e em obras, Mas linda como sempre.
Minha lembrança mais antiga de infância é de Paraty. Lembro-me que dormia e que a água invadiu a barraca onde estávamos. Alguém me acordou, me pegou no colo. Havia a luz da lua e de risos. Contaram-me que quando isso aconteceu, eu tinha apenas um ano de idade.
Paraty me encanta porque é bela nos detalhes. É tanta beleza por todos os lados, que arrebata. Conversei muito com minha menina, aproveitando-me das belas metáforas que a cidade oferece. Falei a ela do Caminho do Ouro, expliquei o que é uma baía (a mais bela baía do mundo!), contei sobre Amyr Klink, falei sobre âncoras e velas... Até o calçamento pé-de-moleque da cidade foi um ensinamento, porque a melhor forma de caminhar sobre ele, é pelo meio - fugir dos extremos. Além do quê, ele nos obriga a caminhar com calma, e quem anda devagar, vê a beleza do caminho.
Gostei muito de reencontrar uma querida amiga, que reconstruiu a vida com muito sucesso em Paraty. Mulher guerreira, decidida. As amizades verdadeiras não se alteram com o tempo, e conversamos acompanhadas por um bom vinho enquanto minha menina se deliciava com o melhor sorvete do mundo. E antes de dormir, ela me olhou com os olhos brilhantes e falou: "este é o dia mais feliz da minha vida!".
Já havíamos estado em Paraty, eu e minha filha, mas ela não se lembrava. Essa reapresentação das duas - a cidade e a menina - e ainda junto com meu pai, foi também, para mim, um marco. O início de uma nova etapa. Permanecerão agora no passado, como lembranças, coisas findas que eu estava trazendo comigo. Aquilo que foi bonito, ficará, como Paraty, como um lugar a ser ser visitado. Talvez eu more lá um dia. Mas hoje, devo retornar e arrumar a minha casa.
Eu amo o mar. Essa ligação com o mar, minha menininha também tem. Saímos para passear de barco e quando olhei, ela estava com os braços e boca abertos para o vento. Disse-me:
- "mãe, estou comendo esse gosto de mar!"

É assim que quero ir de encontro à vida. De braços abertos, com todos os sentidos despertos, pronta para devorar a felicidade.


Para saber mais:

http://www.paraty.com.br/

http://viajeaqui.abril.com.br/indices/edicoes/conteudo_239811.shtml

http://www.viajenaviagem.com/2007/06/paraty-por-christopher-hitchens

13 comentários:

Heloísa disse...

Ana,
Paraty é mesmo uma cidade muito linda. Beleza do passado, beleza natural.
E seu passeio. com sua menina, foi mesmo uma delícia. Braços abertos para o bom do mar.
Beijo.

Nina disse...

Heloísa,

sim, Paraty é como um palimpsesto, que nos permite sempre novas descobertas, novos olhares.
E o mar... Ah, o mar! Dele, não me canso nunca!

beijo!

Nina disse...

"comendo esse gosto de mar" sua menina nao puxou apenas o gosto e o amor pelo mar, mas tbm a poeisa que a mae exala!
que linda!! eu tbm quero comer o mar :)

nunca estive em paraty, mas minha irma é apaixonada, bem antes tbm de virar essa coisa meio hype que vc fala...

Priscila Sérvulo disse...

Ninia, que lindo! Adorei a viagem... E sua menina está cada dia mais linda e doce. Como é madurinha!
beijão e obrigada pelo parabéns!
Priscila.

Cinthia disse...

Descobri seu blog faz pouco tempo...e estou amando acompanhar seus textos cheios de amor...bjos

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Oi Nina,

Tudo bom? Que foto linda! Adorei.

E concordo com vc, Paraty é tudo mesmo.

Essa coisa de não mentir para nós mesmos rende post, viu? Gostei da reflexão.

Beijos,

Bela - A Divorciada

Nina disse...

Nina xará,

Você tem que conhecer Paraty! Seu marido vai adorar também! É uma cidade como nenhuma outra no mundo, garanto!

beijo e obrigada pelos elogios!

Nina disse...

Priscila,

Que delícia sua visita, obrigada!
Às vezes, nossas crianças nos dizem coisas tão lindas, boas para pensar...
Ela é mesmo linda e doce... Assim como a Isadora!

beijo para vocês

Nina disse...

Cintia,

bem vinda! Obrigada pelos elogios e volte sempre!

beijo

Nina disse...

Bela,

Pois é, eu consegui tirar a foto do momento exato em que ela comia o mar!

Vou adorar ler sua reflexão sobre nossa lealdade primeira: a que devemos a nós mesmos. Eu costumo dizer que "as coisas são o que parecem ser". É por aí, eu acho...

beijo!

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Pele bonita?? Eu??
Obrigadíssima =)
Mas ela anda meio abatida, rs. (Essa foto é de 2008, ainda casada...)

A foto da sua filha é linda!!

E eu amo Paraty tb! Que saudade...

bjos!

Deb

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Oi Nina,

Vou escrever mesmo sobre a verdade de cada um, pode deixar. Belo flagrante da sua filhota, registro mais uma vez.

Bom feriado procê, eu estou trabalhando....

Beijão,

Bela - A Divorciada

Nina disse...

Débora,

Rs! Tenho certeza que mesmo em 2009, você continua linda!!
E eu mal cheguei de Paraty e já estou louca pra voltar!

:D

beijo!

Bela,

Ah, vou aguardar esse texto! Eu também adorei a foto...
Bom trabalho para você, mesmo!

beijo!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails