"É a vida, mais que a morte, a que não tem limites."

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

VÓRTICE

Chegou assim, como o mar. Eu, que sempre naveguei pela vida, me deixei levar, plena de encanto. Queria ir além, o horizonte sem fim da viagem que não se acaba. Porém, naufraguei. Perdi-me no escuro e fundo que há em mim. 
Estou de volta à praia. Marés houve que me permitiram flutuar na esperança de um recomeço doce. Sinto o sal que deixa suas marcar ao secar, e aquele tantinho de amargor. A vazante é calma e meus olhos ainda úmidos anseiam pelo reflexo de outras luas.
Partiu assim, como o mar. Fiquei aqui, oceano.

11 comentários:

Albuq disse...

Hum perfeito!

Anônimo disse...

Bonito demais. Invejo o destinatário.
Beijo.

Mariana disse...

Nina,

Seus textos são sempre lindos, viajei nesse!

bjinho

Nina disse...

Albuq,

Obrigada!

Bjo

Anônimo,

Obrigada, mesmo. Não sei se é sempre o mesmo anônimo, mas os comentários são sempre gentis.

Bjo

Mariana,

Obrigada,

Bjo

Guilherme Augusto Codignolle Souza disse...

Muito bonito...
Sorte ter te achado.

Conquistou um seguidor.

*-*

Se tiver tempo, visite meu blog e me siga se gostar:

http://codignolle.blogspot.com

RMG disse...

Nina,

Conteúdo e continente. Mar e oceano. Quisera ser oceano, mas sou o mar ou a maré, imprevisível e inconstante, sempre entre a agitação e o marasmo,vivo, enfim... Sem respostas e muitas indagações.

Gostaria de ser a árvore (Alice) que abriga e conforta a todos, mas sou a intempérie que aflige a árvore e sem rumo segue em busca de respostas improváveis.

Acalma-me a alma ser, bem ou mal, agente de transformação por onde passo.

Mesmo contido, sempre me agito. É o mar no infinito e calmo oceano.

Beijo, querida!

RMG

Nina disse...

Guilherme,

Que bom que gostou, volte sempre!
Vou sim, visitar seu blog.

Bjo

Nina disse...

R,

palavras lindas, como sempre. E que traduzem sentimentos preciosos, bem sei.

O importante é que, como você disse, o mar faz parte do oceano. Um está no outro, para sempre.

As coisas passam, as coisas mudam. Mas o que é verdadeiro, permanece.

Beijo, querido!

Danny disse...

Oi querida, voltei!!!
Achei seu post triste, tive a impressão de que terminou um namoro ou algo nesse sentido, acertei???
Espero que seu corações esteja feliz!
Fiquei lisonjeada com seu comentário de que gosta do jeito que eu escrevo, porque vc escreve tãaaao bem, escreve tão lindo, tão profundo e gostar do jeito como euzinha escrevo??? Amei.
Bjs!

Mariana disse...

Nina,
Eu adorei seu texto, vim escrever aqui meu comentário e li a resposta do RMG, achei tão linda, parece que vocês conversam nos textos.
Ai, acho que tem uma história aí, conta pra gente!

Beijinho

Renato disse...

Nina,
seus textos andam tristes mas continuam muito bonitos.

beijo

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails