"É a vida, mais que a morte, a que não tem limites."

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

INTENÇÃO E GESTO

Eu nunca fiz promessas de Ano Novo. Procuro, claro, traçar meus objetivos e determino o melhor caminho para alcançá-los.Todavia, eu acredito na ação e não, na intenção.

Minha vida não é exemplo para ninguém... Sou insegura, hesito bastante antes de uma decisão, paradoxalmente tenho um tanto de auto-indulgente...Contudo, quando quero mudar alguma coisa, mudo já. Nunca na segunda-feira. Nunca no ano que vem.

Quase sempre eu me calo mais do que falo, pois procuro viver sob a máxima de jamais lançar uma promessa em vão. Principalmente nas relações pessoais, persigo essa fidelidade entre palavras e sentimentos. Comprometo-me com aquilo que digo, transfiguro promessas em gestos. Ensino minha menina a ter também esse cuidado. Muitas vezes, ao ser repreendida, ela logo diz:
-Mamãe, eu juro que nunca mais faço isso.
E eu respondo: Só jure aquilo que você sabe que vai cumprir. E lembre-se que palavras não importam, o que importa é o que você faz.
Talvez no fim das contas, eu faça menos do que poderia. Até por excesso de cautela. Mas assumo as conseqüências e procuro agir de forma a que confiar em mim seja possível. Afinal, eu sei o quanto dói descobrir que a distância entre a intenção e o gesto não foi percorrida.

Embora aos tropeços, procuro seguir o princípio moral de Kant que diz:
"Age de tal maneira que trates a humanidade, na tua pessoa ou na de outrem, sempre e simultaneamente como fim e nunca apenas como meio."
Outro conceito que persigo é o da compaixão. Acho que este é um sentimento tão belo quanto o amor. Não confundir com piedade, que pressupõe um olhar de superioridade em relação ao sofrimento alheio. Ter compaixão é compartilhar o sofrimento do outro, sem julgar as razões alheias, sem preconceitos. Esse é meu grande desafio, a meta de crescimento espiritual que ainda não consegui atingir, mas busco. Não somente ver a todos como iguais, mas ser capaz de verdadeiramente colocar-se no lugar do outro. Como disse Buda: " Vosso sofrimento é o meu sofrimento, vossa felicidade é a minha felicidade".
É essa, então, minha mensagem de final de ano. O mantra da compaixão:

OM MANE PADME HUM

O Ano Novo não muda nada. Quem muda somos nós.

12 comentários:

Heloísa disse...

Nina,
Bonita reflexão.
E, embora, o Ano Novo nada mude, no seu dinamismo ele nos trará muitas coisas. As coisas continuam acontecendo. Que para você aconteçam muitas coisas boas, muitas alegrias, ótimas oportunidades.
Beijos.

Patrícia Angélica disse...

Nina, Vc tem toda razão quando diz que o Ano Novo não muda nada, mas, me dá a esperança de que algo possa acontecer... Na verdade, acredito que acontecem coisas maravilhosas diariamente!!! Então, que aconteçam muitas coisas maravilhosas na sua vida e que sua linda menina de cachos lhe surpreenda a cada dia!
Beijos

Cristina João disse...

Oi Nina,
Adorei o post e o blog!!
Passarei sempre por aqui.
Beijos,
Cris João
(www.recomadres.blogspot.com)

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Oi Queridona,

Feliz 2010!!!!!!

Muito amor e saúde!!!!

Beijão,

Bela - A Divorciada

Silvana Alves disse...

palavras não importam, o que importa é o que você faz.

o ano novo não muda, quem muda somos nós



esses dois trechos diz o que todo ser humano deveria entender e buscar...
feliz 2010

Nina disse...

Heloísa,

Obrigada! Desejo muitas coisas boas para você, também!

beijo!

Patricia,

Sim, esperança, sempre. Aliada à ações concretas e mudanças positivas.
Tudo de maravilhoso para você, também!

beijo!

Nina disse...

Cristina,

Obrigada, leitores novos são sempre uma delícia! Adorei seu blog também!

beijo!

Nina disse...

Bela!!!

Obrigada!
E só o melhor em 2010, 2011, 2012...

beijo!

Nina disse...

Sil,

Tudo de bom, novo, bonito, feliz e abençoado para você. Não só em 2010, mas para sempre!

monte de beijo!

Danny disse...

Nina, como vc disse eu também acho importantissimo prometer somente o que será cumprido, tento sempre fazer assim.
Que nesse ano de 2010 nós possamos alcançar muitos objetivos e que não tenhamos medo de tentar.
Bjs!

Tuka Siqueira disse...

Acho que compartilhamos mesmo do mesmo pensamento. Lindo texto.

Nina disse...

Tuka,

Achei mesmo que você ia gostar desse, que bom que acertei.

Bjo, volte sempre

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails