"É a vida, mais que a morte, a que não tem limites."

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

VOCÊ, HOJE

Você tem seis anos. 
É uma menininha alta, magrinha e atlética. Seus cachos não existem mais, seus cabelos são castanhos, lisos e você está quase sempre despenteada. Você é linda, e diariamente me surpreendo ao olhar para você e saber que tenho participação nisso.
Sua principal característica é o movimento. Você nunca está parada, tampouco quieta. Sua chegada é sempre anunciada pelo som dos seus pulos, da sua fala, do seu riso. Você ri enquanto dorme. Sem você por perto, tudo é quieto demais.
Você não gosta de usar roupas, nem sapatos, nem de se cobrir. Adora o ar livre, água e sente falta do mar, como eu. Aprendeu a nadar sem aulas, trocou o balé pela capoeira e ainda não aprendeu a plantar bananeira. É incrivelmente flexível e gosta de exibir essa habilidade.
Gosta da escola, mas não é a melhor aluna. Destaca-se pela criatividade, pela beleza dos desenhos, pelo capricho e cuidado nos detalhes. Você ainda sente falta da sua escola antiga e dos amigos de lá. Dorme todas as noites com dois brinquedos preferidos que chama pelo nome de pessoas queridas que moram longe, um bebê e um ursinho. Adora suas primas gêmeas, relaciona-se bem com os amigos na escola, mas me encanta sua capacidade de brincar sozinha no mundo imaginário que constrói tão facilmente. Muitas vezes você procura o isolamento e a liberdade da sua imaginação. Você inventa brinquedos incríveis e me deu um bebê feito de beringela. Fez um gato feito de máscara de carnaval, uma fronha e fita crepe, levou para a professora uma boneca de garrafa pet com cabelos de renda. Tudo isso, criou sozinha.
Você é esquecida, desastrada, confiante. Acorda tarde e gosta que eu lhe faça cócegas. Você cuida da nossa gata com responsabilidade, sem esquecer da ração e da água dela, todos os dias. Tem medo de barata e não tem medo do escuro. Você gosta de gente, e nunca me perguntou porque algumas pessoas são diferentes. Você ama sua avó e faz com ela coisas que não fazemos juntas, e eu adoro isso.
Você me pede que leia para você antes de dormir e nós duas adoramos o Neil Gaiman. Depois da leitura, você reza para o Anjo da Guarda e nunca esquece de pedir proteção para as pessoas que são importantes para você. Eu me enterneço ao ouvi-la, todas as noites. Você é uma menininha feliz.
Você é tantas coisas, que é quase tudo.

O mundo é mais interessante com você por perto. Você é o melhor de mim. 


Update: Hoje, 05 de novembro, você aprendeu a plantar bananeira!

25 comentários:

Paulo Sales disse...

Poxa, Nina, é como se eu visse minha filha 4 anos atrás. Um texto lindo, sincero e intenso.
bjs

Daniele disse...

Ai Nina, quase nunca comento, mais pela falta de tempo que pela falta de leitura, às vezes prefiro ler os blogs ou dar aquela passada de olhos rápida, para não ficar tão perdida no tempo... mas não resisti...

A sua menina de cachos magrelinha vai ficar muito orgulhosa de todas essas histórias viu!

beijos

Brunna disse...

ADOREI SEU BLOG!
Te aad.
Bjs, Kaká.

Dani disse...

Que encanto de texto!
Fiquei imaginando a emoção que ela sentirá quando ler essa declaração daqui uns anos...

Adoro ler sobre o amor. E o de uma mãe por sua filha....é sempre emocionante!

Beijos

Claudia disse...

Lindo Nina.

Sabe que eu olho para a minha menina, que vai completar 11 no final do ano, e admiro com tudo o que vejo, me assusto com o ritmo tão rápido das mudanças, são tantas coisa em tão pouco tempo. Mas fico feliz de poder compartilhar minha vida com ela.

Eu adorei a foto da tua filha dormindo, com as unhas pretas e o esmalte descascando, tão moleca...

Bj,

C.

Andarilho disse...

Adora Gaiman? Está no caminho certo então. ;)

izabel disse...

Adorei,post mais lindo!! vou te seguir ok? bjos

vida cotidiana disse...

Os filhos mudam com os anos!!! e o amor se transforma e cresce com eles, cada dia mais amor!!! adorei o texto.

Andréa disse...

Seu blog é maravilhoso, não me canso de ler.

bjussss

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Nossa, Nina, que lindo!
Tava com saudade de te ler! =D
bj bj
deb

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Ai que máximo! E ainda plantando bananeira, arrasou.

Linda declaração de amor.

Beijão,

Bela - A Divorciada

Nina disse...

Paulo,

Obrigada, um elogio seu vale muito! Adoro seus textos.

Bjo


Daniele,

Ah, comente mais vezes...É tão bom ler os comentários!
Eu que sou orgulhosa da minha menina...

Bjo


Brunna ou Kaká?

Obrigada!
Volte sempre!

Bjo

Nina disse...

Dani,

Ah, que comentário delícia. Obrigada!

Bjo


Claudia,

Sim, o tempo passa tão depressa...
Legal seu comentário sobre o esmalte, eu não estimulo a vaidade da minha menina, deixo que ela faça como parte da brincadeira. Ela é uma moleca, mesmo!

Bjo

Nina disse...

Andarilho,

Adoramos Gaiman! Eu era fã do Sandman, e nunca mais parei! E ela já está no terceiro livro, que lemos juntas.

Bjo


Izabel,

Obrigada! Siga e volte sempre!

Bjo

Nina disse...

Ana,

ah, tem razão, sempre cabe mais e mais amor!
Obrigada pelo comentário,

Bjo


Andréa,

Obrigada! Volte sempre,

Bjo

Nina disse...

Deb, querida!!!

Venha sempre, comente sempre!

Bjo


Bela,

Obrigada! Vc viu que tudo, ela já aprendeu a plantar bananeira!

Bjo

Danny disse...

Ah! Nina, que post lindo, fiquei imaginando a sua linda menina fazendo tudo que descreveu, ela é linda demais, deve ter puxando a mamãe.
Que amor lindo vcs tem uma pela outra e isso é tudo né.
Estou sentindo sua falta lá no blog!
Bjs e parabéns pra sua pequena que aprendeu a plantar bananeiras.
Boa semana!

Ana disse...

Nina, seu blog é adorável! Estou seguindo porque, pelo visto, temos propósitos parecidos: meu blog se chama "Memórias para minha filha". Joguei o nome dele no Google para testar e acabei e encontrando o seu... Gostei muito! Meus parabéns!

Rodrigo disse...

Eu sempre leio o seu blog, mas é a primeira vez que comento. Como pai, separado, só posso dizer que queria na vida da minha filha uma mãe como você, e na minha, uma mulher.

Bjos

Alguém de algum lugar disse...

Oi, Nina!

Que texto lindo, poético! Fiquei emocionada. Eu pude visualizar sua garotinha, seu jeito todo criativo de ser, sua meiguice e sua alegria. Fico tão feliz, sabe, quando vejo que há crianças que podem ter liberdade para ser criança, sem imposição de um padrão estabelecido!
Ela vai amar ler tudo que você escreveu para ela!
Deus abençõe sua menina, a relação de vocês duas e você, mamãe com um coração tão amoroso, tão terno!
Um beijo para as duas. Vou segui-las porque achei o seu blog muito poético. Amei, de verdade!

Nina disse...

Nina, vc tem um anjinho peralta em casa, que menina linda, criativa... ahh apaixonei, mt fofa mesmo. fui lendo e vendo as cenas, lembrndo da minha pequena tbm...
e que legal plantou bananeira, uipi!!!

eusoqueriadizer disse...

rs... igual a minha irmãzinha...

Mto linda sua declaração de amor!

Bjusss

Nina disse...

Danny, querida,

obrigada! Adoro suas visitas!
Uma graça mesmo minha menina plantando bananeira...

Bjo


Ana,

que bom que me encontrou! Adorei sua visita, volte sempre!

Bjo


Rodrigo,

nossa, obrigada! Espero que você encontre o que procura.

Bjo

Nina disse...

Alguém de algum lugar,

obrigada! Realmente, procuro deixar minha menina ser criança, e aprender a ser livre.
Suas palavras para mim foram lindas. Agradeço de novo.
Volte sempre,

Bjo


Nina,

você acertou, é isso mesmo que ela é, rs... Não para! Delícia.

Bjo, xará!


Eu só queria dizer,

ah, isso mesmo, tanto amor.... Obrigada!

Bjo pra vc e pra sua irmazinha

Fabricio Junqueira disse...

Fiquei encantado! Saudades e beijos!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails