"É a vida, mais que a morte, a que não tem limites."

terça-feira, 26 de outubro de 2010

CONFORTO

Eu, chorando no quarto, não tive tempo de enxugar as lágrimas quando ela entrou. 


Um pouco mais tarde, ela sentiu fortes dores na barriga, e eu, como sempre, a abracei para para "pegar" a doença para mim:

- Não, mamãe, hoje você não precisa pegar. Hoje você já tem o seu dodói. Vamos deitar juntas, que uma faz carinho na outra. Vai passar, vai passar...

6 comentários:

Anônimo disse...

Dou colo para as duas.
Beijo

Danny disse...

Ai que linda, que sensibilidade da sua menina, a minha também é querida desse jeito, amo o colinho dela.
Espero que já esteja bem flor!
Bjs!

Albuq disse...

Pronto chorei, belo!

Andarilho disse...

Que gracinha.

Nina disse...

Anônimo,

Obrigada,

Bj


Danny,

Colinho de filha é uma delícia, mesmo!

Bjo para vocês


Albuq,

Belo... Emmocionei-me com a sua emoção,

Bjo

Nina disse...

Andarilho,

ai, concordo... Minha filha é uma graça!

Bjo

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails