"É a vida, mais que a morte, a que não tem limites."

quinta-feira, 4 de março de 2010

O ESPAÇO DO AMOR

Ela dormia a noite toda, em seu berço. Eu buscava desculpas para vê-la dormir. Há bebês que choram, acordam à noite. Ela dormia. Dava-me um sossego que eu não entendia... E quem acordava às madrugadas era eu, para ter certeza que ela estava bem. E resistia à vontade de pegá-la. Foi sempre só na hora da primeira mamada que ela foi para a nossa cama, já de manhãzinha.

Poucas vezes, ela ficava febril. Nessas noites, havia hora marcada para remédio, termômetros. E tenho lembranças ternas de levá-la para a sala, ajustá-la exatamente na curva do cotovelo que é feita para o abraço e dormirmos as duas, ali. A mãe é o melhor berço do filho. Tão juntas ficávamos, corações tão próximos, que éramos uma só novamente.

Eu apaguei as lembranças daquele apartamento, até porque veio tão pouco dele comigo. Coisas são efêmeras e a mim interessa que me pertençam só os afetos. Mas dessas noites no sofá, só nós duas, iluminadas pela luz filtrada pelas cortinas, sinto falta. Elas me ensinaram que mesmo nos menores espaços cabem os maiores sentimentos.

7 comentários:

Danny disse...

Ah Nina!!! Como amei esse post, ele me trouxe a memória os momentos da Nathalia bebezinha quando eu também aconchegava ela nos meus braços e sentia seu cheirinho de bebê, quanta saudade! Hoje em dia ela não gosta de colo que pena!
Post lindo e com gostinho de mamãe saudosa.
Bjs!

Heloísa disse...

Nina,
Que linda essa poesia em forma de prosa.
E que saudade, não?
Beijos.

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Que texto lindo!!!! Quanta ternura, amei.

Beijão,

Bela - A Divorciada

Nina disse...

Danny,

Que bom que gostou do texto! Ela não gosta mais de colo? Minha menina vive me pedindo colinho, pior que ela é altaaaa, complica! Mas adoro dar colinho a ela, ainda. E de vez em quando, quem pede colo sou eu...

Bj

Nina disse...

Helô,

Obrigada pelo mega elogio!
Ah, saudades, saudades, sempre...

bjo


Bela,

Obrigada!
Ternura, como gosto dessa palavra, tão delicada!

bjo

Silvia Masc disse...

Lindo o texto, me levou às lembranças do meu filho.
Bom dia!

Nina disse...

Silvia,

Obrigada pela visita e pelas palavras... Boas lembranças para vc.

Bj

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails