"É a vida, mais que a morte, a que não tem limites."

terça-feira, 30 de agosto de 2011

AMAR

Viemos pelo céu, acima das nuvens. A chegada nos reservou uma surpresa, uma moça que se fez ainda mais linda. E ele estava lá... Tudo mudou, e nada mudou, na nossa longa história curta. Como no caminho que fizemos todos juntos, para um almoço de entrelinhas: nos perdemos, mas encontramos nosso rumo para casa. 

A menina chamou o mar, e ele veio.

Foi nessa noite, sem lua. Alguns dos encantos da praia escondidos entre vento e nuvens, minha menina, tal qual uma tartaruguinha, encontrou seu lugar, invocando o mar. E eu soube, definitivamente, quem sou. Tinha que ser à beira-mar, porque sou oceano sem fim.

Eu chamei o amor, e ele veio. 

‎" Deus ao mar o perigo e o abismo deu, mas nele é que espelhou o céu" (Fernando Pessoa)

7 comentários:

Ana disse...

Lindo... Simplesmente lindo.

Marisa disse...

Maravilhosamente lindo! Simplesmente amo seu jeito de escrever.

Beijos,
Marisa

Danny disse...

Amiga tento entender seus textos, o que será que está por trás deles??? Acho que sou limitada pois simplesmente não consigo, mas uma coisa eu consigo enxergar bem: o Amor!!!
Esse posso enxergar em cada palavra, ele é inconfundível! Um amor lindo e puro de mãe e filha!
Amo seus post!
Bjs!

Manuela disse...

Ai, Nina, que lindo! Acho que você está apaixonada!
Bjinho

Anônimo disse...

Lindo!
Quem é ele? Acho que é uma pessoa...Sortudo!

Beijo

Renan disse...

Tenho muita vontade de conhecê-la pelas coisas que escreve. Parabéns.
Beijo, Renan

Anônimo disse...

Você escreve de maneira romântica e misteriosa. Gostei demais!
Parabéns Bjokas

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails