"É a vida, mais que a morte, a que não tem limites."

segunda-feira, 10 de maio de 2010

RELICÁRIO

Esse é um texto escrito com tinta invisível. Apenas o destinatário tem o calor necessário para decifrar a mensagem. É para ser lido através das palavras, lembrando-se dos sons que substituíram aquilo que seria dito. Abro mão das letras para vestir-me de sentimentos.

Talvez esses espaços em branco venham a ser preenchidos pela felicidade que está por vir.

Talvez o vazio seja uma antecipação do deserto que me espera.

Há só uma coisa que deve ser registrada, gravada, incrustada: 

Seja feliz.



8 comentários:

Marcos disse...

Eu sempre apoio esse ponto... o que importa é ser feliz! Temos que facilitar, na realidade dar uma mãozinha.

bjus

Heloísa disse...

Nina,
É isso aí: seja feliz. Ou, melhor ainda, "saiba ser feliz".
Beijos.

Danny disse...

Oi Nina, esse post está com jeitinho de despedida. Espero que não seja um triste despedida.
E vc e sua menina como estão??? Arrumaram o computador???? Vê se não some mais!
Bjs!

jefhcardoso disse...

Nina, às vezes desabafamos para nós mesmo. Seja feliz.
Abraço do Jefhcardoso!
http://jefhcardoso.blogspot.com

Patrícia Angélica disse...

Nina, que vc seja muito muito feliz!!!

Beijos

Nina disse...

Marcos,

obrigada pelas palavras. Você está certo, temos que dar uma mãozinha!

bjo


Heloísa,

Sim, felicidade também é uma questão de sabedoria...

bjo

Nina disse...

Danny,

Acho que despedidas são sempre tristes, até para quem escolhe partir...

(nossa, a novela da net em casa parece que não tem fim... Como o speedy até agora não voltou a funcionar, agora estou com uma móvel, mas o sinal não é bom. Mas logo tudo se resolve, espero!)

Obrigada e bjo!

Nina disse...

Jefh,

Você entendeu exatamente o espírito do texto. Obrigada pela visita, volte sempre!

bjo


Patrícia,

Obrigada!!
Você também!

bjo

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails