"É a vida, mais que a morte, a que não tem limites."

quinta-feira, 29 de abril de 2010

EYJAFJALLAJOEKULL

Sou sempre a mesma e sou muitas. Vivo na sombra e reflito a luz que me ilumina. Reajo conforme aqueles que encontro e mostro o melhor ou o pior de mim. Já amei alguém que me fez menos e via sempre muros ao meu redor, mas eu mesma desenhei o  meu portão da liberdade. Também amei alguém que me despertou o melhor e acreditei que eu não tinha limites, porque meu reflexo nos olhos dele era sempre doce. Foi quando mais gostei de mim.

No entanto, visitei sozinha os lugares mais escuros. Estava só e assustada e não quis ficar muito tempo ali. No mapa de mim mesma, esse é o canto que se esconde e me assombra.

Os espaços de maior beleza e sol descobri ao lado de minha menina, com ela sou aquela que toca, abraça e aperta, enxergo música nas cores, descubro sabores nas palavras, sinto perfume nos toques, ouço poesia nos cheiros, percorro a textura dos sabores do riso dela. Com minha filha não tenho arestas. Ela me encanta sempre e no entanto, desaponto-me comigo por ser menos do que gostaria.

Tenho tantos esconderijos que ainda não terminei de me percorrer. São estradas, rios e mares que correm por entre o que escondo e mostro. Eu não tenho fim. Meu duplo sou eu mesma.


"Sou eu próprio uma questão colocada ao mundo e devo fornecer minha resposta; caso contrário, estarei reduzido à resposta que o mundo me der" Carl Gustav Jung

9 comentários:

Marcia disse...

somos luz e sombra, sempre e definitivamente luz e sombra.
e confesso que é disso que gosto nas pessoas, estes escondidos que mostram, pelas frestas, as pequenas imperfeições.
como vemos em "O visconde partido ao meio", do Ítalo Calvino, todo extremo é perverso, inclusive o extremo da bondade.

Heloísa disse...

Nina,
Que lindo! Essas suas reflexoes (escrevo sem til, direto da Nova Zelandia)sao maravilhosas.
Beijos.

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Vc já leu "O Homem Duplicado"? Do Saramago? Traz esse mote do "duplo", é bacana.

Mas, pensando por outro lado, por que a gente se cobra tanto, né? Sempre quer ser mais? Eu sou assim tb.

Beijão e ótimo finde procê,

Bela

Nina disse...

Marcia,

Concordo com você, concordo com Calvino. Fujo dos extremos.
Obrigada pelo comentário!

Bj


Helo,

Que delícia de comentário, aí de tão longe! Obrigada, mesmo!

Bj

Nina disse...

Bela,

Sim, que sempre quero ser mais... Não sei se é cobrança ou consciência das minhas limitações....

Eu adoro Saramago, mas não li esse, vou correndo comprar!

Na verdade, no texto eu pensei em Jung.

Bj

Rochelle Teles disse...

Owww amiga, que texto lindo e sensível! Eu tb me sinto um pouco assim: me sinto um pouco camaleão, até um pouco vitimada das relações, como se sofresse um processo de mutação em cada novo relacionamento, mas realmente foi no mais leve deles onde eu pude ser eu mesma, rir do meu jeito de ver a vida e me encontrar.
E com certeza, nenhum destes relacionamentos se compara a liberdade encontrada na maternidade... Um dia espero experimentar de perto este privilégio!

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Aaaah, mas são essas viagens internas - e bem solitárias - que revelam muito do que somos. Dói um pouco, mas depois é tão bom...fora que faz parte, né? Como disse aí a Márcia, somos luz e sombra.

Entrei numas de ler monges tibetanos e estou particularmente apaixonada por um que fala muito sobre o "coração triste e terno". É uma visão muito realista e ao mesmo tempo mui linda da vida. Te falo mais por e-mail =)

Ôoo, manda o e-mail desse seu ex-namorado que interpreta sonhos!!!

hahahahaha

beijão

deb

Nina disse...

Rochelle,

obrigada pelo elogio, amiga mestra das palavras!
Eu sou sempre eu mesma - mas esse eu reage de forma diferente à pessoas diferentes. Não confio em pessoas que tem receitas prontas de relacionamentos, desconsiderando o outro. Sabe aquele tipo: "quero casar" ou "não quero casar"; "sou assim e pronto" etc?
Pois eu quero, ou não quero com "você". E o que sou se ajusta ao que "você" é.

Bj, linda!

Nina disse...

Ah, Deb,

Dói, dói sim....

Vou esperar esse e-mail, hein??
(ah.... o ex namorado é "aquele"...)

bj

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails